Fechei a porta!

E quem foi que disse que fechar nossas portas é tarefa fácil? O fechamento de algumas delas requer uma verdadeira luta contra o espelho e as vezes o espelho pode até ser mais forte do que nós mesmos e dependendo da nossa força, essa luta pode ser constante, o que só faz com que nosso sofrimento seja perpétuo. O que devemos fazer?! Fechar a porta e jogar as chaves nas profundezas do mar. É, mas a gente tem mania de deixar uma brechinha e de vez em quando dar uma olhada pra ver o que está acontecendo lá dentro, não é mesmo?! A gente teima em achar que algum dia abriremos a porta e as coisas estarão do nosso jeito, e no final das contas colecionamos decepções e mais decepções, as coisas nunca mudam, a gente nunca fecha de vez a porta e perdemos a chance de sermos felizes de verdade. Oh vida complicada!!

Não sei até que ponto estou certa, mas pra mim certas felicidades dependem de determinados fatores que na prática sempre serão problemas mal resolvidos, temos plena consciencia disto, mas a felicidade momentânea faz com que continuemos naquela insistencia em deixar a brechinha da porta aberta. Quando a felicidade vem, a gente abre a porta de canto a canto e entramos de corpo e alma, quando aquele momento passa e a felicidade passa a ser mais um problema não resolvido, a gente volta pra brechinha da porta e fica do lado de fora esperando a solução que nunca vem.

Aí vocês me perguntam porque desde ontem que só falo nesse assunto, acertei?! Também tenho as minhas portas problemáticas e como a maioria dos seres humanos vivo insistindo em deixar algumas abertas, outras entre abertas e algumas outras fechadas porem com a chave em algum lugar acessível e volta a meia lá estou eu dando murro em ponta de faca, tentando pelo fim da força abrir determinadas portas que deveriam estar emparedadas ha muito tempo, mas chega um dia que a gente acorda pra a vida e acho que chegou a minha hora de despertar do sono profundo. Resolví fechar perpetuamente uma dessas portas, na verdade ela já havia sido fechada e aberta incontaveis vezes, o problema é que sempre deixei a chave ao meu alcance e movida por aquela esperança insana, eu fazia questão de sempre dar uma olhadinha como estavam as coisas lá dentro, e por diversas vezes as coisas realmente estavam do meu jeito, até que o encanto chegava ao fim e Cinderela voltava pra sua realidade, só que um belo dia a gente acorda e percebe que não adianta guardar o sapatinho de cristal…

Fechei a porta, destruí a chave e só preciso de um pouco mais de tempo para emparedar o que restou de tudo isso, e quer saber?! Fico me perguntando porque demorei tanto pra chegar a esse ponto… Foi fácil fechar a porta?! Confesso que não! Eu queria fechar a porta?! Também não! Deu vontade de abrí-la novamente?! Claro que deu! Mas sei que dentro dessa porta está aquela felicidade passageira que mais cedo ou mais tarde será o mesmo problema mal resolvido que trará dias angustiantes… O amanhã estava nas minhas mãos, por diversas vezes fui má comigo mesma, mas dessa vez resolvi fechar a porta e tentar ser feliz de verdade…

About these ads

6 Respostas para “Fechei a porta!

  1. Oi querida,

    A minha porta principal teima em não querer fechar, simplesmente pq preciso ainda, de algumas respostas…
    E as outras portinhas, algumas já fechei há muito tempo mas outras são bem teimosas………rss
    bjinho

    • Nadir Araújo

      Na verdade a gente passa a vida toda tentando fechar certas portas teimosas, e na prática a coisa é muito mais complicada do que a gente possa imaginar, porque certas situações fogem do nosso controle e as vezes, ou quase sempre, a emoção parece vencer a razão, mas chega uma hora que a gente tem que ter amor próprio no seu mais alto nivel e daí escolher entre a porta ou nós mesmos…

  2. Melhor acordar tarde que nunca acordar… Vc viu essa nova versão de Alice no País das Maravilhas ? O original e o livro também são ótimos!!! ô enredo bom hein… cheio de mensagens e lições pra gente grande !
    Mergulhar na toca do coelho que é nosso inconsciente
    Decidir fechar portas
    Flexibilização do tamanho
    Enfrentar o “jaguadarte” (nossos medos)
    E por aí vai…
    abs, fica na paz.

  3. Confesso que voce me deixou curiosa kkkkk. Parece estar falando de uma pessoa, mas é algo seu e ja esta comprtilhando assim com agente ja ficamos super felizes =].
    Eu tambem concordo com voce… nossa como é dificil fechar uma porta e principalmente jogar a chave fora. Acho ate que com mulher isso é ainda mais complicado, porque é incrivel a tendencia de manter a esperança em banho maria durante um tempo absurdo. Ate um dia tambem que agente acorda gostando mais da gente e resolve que nao quer mais mesmo, eis que finalmente chega entao o dia de fechar a porta e jogar a chave para as profundezas sem fim =]. Nesse dia finalmente nos libertamos e partimos para outra seja la no que for, e isso acaba que nos fazendo bem, e nos abre a mente e os olhos pra coisas que estavam o tempo inteiro desapercebidas.
    Aiai… preciso fechar algumas portas urgente kkkkk

    Bjuuu
    fica com DEUS =]

    • Nadir Araújo

      Curiosaaaa :P
      Mas é isso mesmo, a porta tem a ver com uma pessoa, acho que a grande maioria das nossas portas tem sempre uma pessoa lá do lado de dentro, e a gente passa a vida toda achando que essas pessoas vão mudar o comportamento, vão levar a vida a serio, e no entando, elas nunca mudam e a gente vive colecionando decepções, então nada melhor do que fechar a porta e deixar a pessoa lá no seu mundo, não é não?!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s