:: Vida de Professor ::

Há quem diga que ser professor não é lá a profissão dos sonhos, e analisando a realidade brasileira eu chego quase a concordar com esse pensamento, não pela profissão em sí, afinal de contas, todas as outras precisam de um professor para facilitar o acesso ao conhecimento, e por esse ponto de vista, ser professor é motivo de orgulho, mas olhando pelo ângulo da realidade do professor brasileiro, principalmente os das escolas públicas, tenho que concordar que a vida não é tão glamurosa quanto parece. Faço parte dos milhares de professores espalhados pelo Brasil e sinto essa realidade na pele, mas posso ser sincera!? Amo os alunos que tenho e vejo uma recíproca em tudo isso. Preciso de algo mais?!  As vezes tenho vontade de ser veterinaria, confesso que de vez em quando alguns alunos específicos me fazem ver que os animais são bem mais compreensivos e racionais do que certos seres humanos, mas por outro lado, nada paga a dedicação dos alunos que realmente tem sede de conhecimento e dão o melhor de sí para alcançar o alvo. São esses alunos que me trazem a felicidade imensurável pela minha escolha profissional, eles fazem tudo valer a pena!

Atualmente estou com quatro turmas de cursos técnicos, aproximadamente 120 alunos no total, e por incrível que pareça, conheço rosto e nome de cada um deles, e sem esquecer das outras turmas que já ensinei, onde além de alunos, fiz grandes amigos aos quais faço de tudo para nunca perder o contato, e é tão bom encontrá-los por aí e perceber que de mim eles também não esqueceram. Não consigo ver meus alunos como um grupo de pessoas que está alí para aprender o que eu tenho a ensinar e ponto final. Vejo meus alunos como Maria que é bem participativa, João que é mais tímido, Pedro que gosta de conversar na aula, mas que sempre atende as minhas reclamações, Ana que sempre tem alguma dúvida, José que sempre tem a resposta na ponta da língua… enfim, para mim meus alunos  não são grupos de rostos não identificados, pra mim eles são indivíduos que como tais são únicos e inconfundíveis.

Ser professor é cansativo, tenho que admitir isto, não basta ficar a frente de um grupo de alunos e expor aquilo que já se sabe previamente, este estágio é apenas o último de um longo processo de preparação. Professor tem que ter espírito artístico suficiente para prender a atenção dos seus alunos e fazer com que a sua aula seja um espetáculo jamais esquecido, é isso que garante um processo de aprendizagem eficaz e eterno. Isso me fez lembrar meu professor de Filosofia lá da faculdade, sou fã dele até hoje e ele nem sabe disso, as aulas dele eram únicas, se é que o hipnotismo é verdade, ele conseguia hipnotizar os alunos… Que professor!!

Há quem diga que existe outras opções melhor do que ser professor, mas quer saber?! Amo o que eu faço e de quebra ainda fui presenteada com alunos que fazem tudo isso valer a pena 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s