♣ Caminhando geriatricamente – Parte III ♣

Ahh custava nada acompanhar a amiga da minha mãe lá à Fazendinha né?! Dei a ideia e ainda puxei minha mãe junto. Minha mãe é dessas geriátricas frescurentas sabe?! Não é muito chegada a aventuras não, com ela tudo tem que ser programado, mas topou o desafio.

Andamos uns 500m numa boa, rua asfaltada, carro pra lá e pra cá, casas ao redor, civilização, mas logo entramos em um atalho lá de chão de barro e eu já comecei a sentir cheiro de aventura no ar. Pensei em inventar uma dor de barriga, dar meia volta e voltar pra casa, mas não sei porque raios, inventei de continuar. Era mato dos dois lados e barro no meio, com algumas poças de lama entre um metro e outro, o que fazia com que tivéssemos que andar fazendo zigue-zague de estrada a fora, o meu tênis que minutos antes estava preto, já começava a mudar de cor e ficar com aquela aparência porca (eca!). Lá onde já avistei um cercado e mais longe um pouco algumas vaquinhas e uns boizinhos nada simpáticos. A amiga da minha mãe para em frente a um portão improvisado de estacas de madeira e arame farpado e diz que a entrada era por ali…

A terra já era mais escura e pra “ajudar” tinha chovido durante a noite e adivinhem… estava molhado! E pra a adrenalina ser maior ainda, as vaquinhas e os boizinhos estavam livre, leves e soltos naquela área. Minha mãe toda desconfiada e tentando se equilibrar na terra preta e molhada:

– Ai meu Deus! E se esses bois correrem atrás dagente?

E eu com a minha praticidade:

– A gente estará lascadinhas da Silva! Se correr o boi pega, e ainda levaremos uma queda nesse chão escorregadio, então, melhor ficar parada e entregar a alma a Cristo.

Aí ela me olha com aquele olhar de “cala a boca!” e eu retribuo com aquele olhar desconfiado de “não está mais aqui quem falou”.

Continuamos seguindo a amiga dela e eu não sabia se tentava me equilibrar ou se olhava pros bois que nos arrodeavam, nunca tinha chegado tão perto de um bicho daquele, e aqueles eram ENORMES e nada simpáticos. Ahhh gente eu nunca tinha pisado em tanta bosta na minha vida! Aqui a crendice popular diz que pisar em bosta é sinal de dinheiro a caminho: vou ficar milionária!

Chegamos lá perto do dono dos bichos, que estava tirando o leite da vaca. A cena era até bonitinha, a vaquinha lá com as pernas abertas, o bezerrinho mandando vê no café da manhã… mas com tanta bosta ao meu redor, eu não conseguia me concentrar muito bem na harmonia da questão e tudo que eu queria era sair dali. Nem conto a vocês a situação da minha mãe, eu já estava me preparando psicologicamente pro sermão da montanha que estava por vir, e mais hilário ainda foi o dono da vaquinha que educadamente ofereceu um copo de leite a ela, leite diretinho da fábrica, e como eu já esperava, ela educadamente agradeceu, mas não aceitou… Ahh sabe lá onde aquela vaca colocou aquele peito e onde o bezerro colocou a boca pra compartilhar assim do mesmo ambiente de trabalho!? Tenso né?! Eu ainda prefiro o industrializado e se for o natural, que pelo menos seja fervido antes né?!  Me assumo! Sou fresca pra essas coisas!

Saímos do cercado por outro atalho, não mais confortável do que o primeiro, mas pelo menos não tinha tanta bosta no tapete e os olhares ameaçadores das vaquinhas lá do cara…

Minha mãe acha que não é uma boa idéia tomar leite assim direto da vaca, vai que ela tenha alguma doença?! Não sei, mas pelo visto ela conseguiu convencer a amiga dela a não ser tão naturalista assim, pelo menos no dia seguinte ela não visitou as vaquinhas, mas eu já estava sob aviso, se quisesse acompanhar, que fosse sozinha…

Anúncios

2 Respostas para “♣ Caminhando geriatricamente – Parte III ♣

  1. kkkkkkkkkkk, não tenho muito a comentar, mais muito a rir..kakakakakkaka

  2. Ai como eu amo morar na cidade grande…eaueauehua

    Menina,tô cansada só de ler essa aventura..oÕ

    Dá pra mim não..aff…rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s