† A fé e a razão humana †

E daí que o Pastor Silas Malafaia lançou a campanha “Clube de 1 milhão de almas“, onde ele sugere que as pessoas contribuam voluntariamente com uma determinada quantia que será direcionada ao pagamento dos programas televisivos no Brasil e fora dele. O objetivo é levar o cristianismo ao maior número de pessoas possíveis e nada melhor do que a midia pra isso. Ele chama a contribuição voluntaria de semente e encoraja as pessoas a usarem sua fé e acreditarem que podem ganhar de volta muito mais do que elas contribuiram. Obviamente que nem todo mundo tem o valor estipulado na campanha, mas também não é por isso que a pessoa deixará de ser cristão e de ser abençoado por Deus.

Aí que os criticos de plantão já dão sinais de vida com os comentarios mais maldosos que se possa imaginar, a começar pelo clássico de que o valor arrecadado será destinado ao bolso do Pastor Silas Malafaia ou então questionam porque o valor da contribuição tinha que ser tão alto. Bom, alguém aí poderia me dizer qual o custo de um programa televisivo?! Rios de dinheiro não é mesmo?! O Pastor Silas Malafaia está aí há anos levando Cristo ao Brasil e até fora dele e quem será que banca tudo isso hein?! E o povo ainda tem coragem de dizer que o dinheiro vai pro bolso dele! Enquanto uns promovem a infidelidade conjulgal, desavenças entre familias, falta de respeito ao próximo e perda de valores morais, tem alguem corajoso que vai na contra mão de tudo isso na intenção de promover os bons costumes para a sociedade, mas a maioria não consegue analisar o lado bom da questão.

Falou em dinheiro no mundo religioso a tendencia é que a questão seja vista com maus olhos, já perceberam isso? Aí ele pede essa contribuição voluntaria para que possa ampliar os horizontes e levar uma boa mensagem para mais pessoas e os proprios cristãos duvidam das intenções dele, não acreditam e ainda tentam tirar a credibilidade daqueles que confiam. Detalhe: a contribuição é voluntaria e o doador não vai perder nada caso recuse contribuir. Aí vem o governo e “convida” o cidadão brasileiro a pagar infindáveis impostos, muitos deles que o contribuinte nem sabe onde, como e porque serão empregados, mas o camarada paga caladinho, certo? Claro, se ele não pagar, vai ter que arcar com as consequencias. Não estou querendo dizer que quem não participar dessas campanhas religiosas terá o castigo das pragas do Egito sobre a vida, obviamente não, mas se no mundo material contribuimos financeiramente para tanta coisa, e pior, por livre e expontanea pressão, porque é que no mundo espiritual não podemos contribuir expontaneamente?!

Ei! Eu sei que Deus não precisa do nosso dinheiro, mas aqui na terra é preciso recursos financeiros para desenvolver os trabalhos de Deus, e Deus não vai mandar os anjos para desenvolver essas questões,  podemos então usar nossa fé e ação para abençoar a obra de Deus e consequentemente Deus usará esta mesma fé para nos abençoar e nos dar além daquilo que pedimos ou pensamos. Não é o valor monetário, mas a fé que cada um coloca na ação de contribuir que fará a diferença, se o valor será destinado ao bolso do pastor ou ao objetivo pelo qual ele foi designado, isso não é problema de quem contribui, Deus dará a recompensa que cada um merece, mas garanto que se a contribuição for feita com fé, esse valor voltará muitas e muitas vezes mais para o bolso daquele que se dispos a ajudar…

Sabe qual é o problema de muitos cristãos?! Falta de fé. As multidões vão a igreja toda semana, participam direta e indiretamente de atividades em seu grupo religioso, oram horas a fio, jejuam muito, cantam muito, seguem todos os usos e costumes da sua denominação, mas Deus parece que está a anos luz de distancia e não consegue ouvir as suas orações, a vida não prospera, porque será hein?!  A humanidade insiste em seguir as regras que ela acha que são corretas, enquanto muitos cristãos seguem normas listadas em um estatuto religioso, Deus pede apenas que haja fé e ação nos corações, e todo o restante será consequencia, se abrissemos a nossa mente para esse principio a nossa vida seria outra e o cristianismo seria outro tambem, mas a maioria insiste em procurar erro nos outros e achar que qualquer pessoa com projetos mais grandiosos, está na verdade querendo tirar proveito da inocencia religiosa alheia…

Eu paro e penso nos tempos bíblicos, em quantos exemplos de coisas humanamente falando absurdas que Deus pediu para que certas pessoas fizessem pra ele, mas as pessoas tinham uma fé tão grande que metiam a cara e faziam, no final tudo dava certo, a fé em Deus era tão grande que nem dava tempo de contestar, hoje em dia há uma mistura de falta de fé, com inveja, falta de amor, egoismo e o resultado está aí bem na ponta do nosso nariz, não quero fazer apologia a doutrina da prosperidade, apenas penso que se tivessemos fé, teriamos outra vida, mas somos livres para seguir o caminho que melhor nos parecer, só sei de uma coisa, Pastor Silas Malafaia está aí crescendo em graça, sabedoria e cada vez mais ampliando seus horizontes, e enquanto isso, a negada que só sabe achar defeito vive aquela vidinha 360º, anda, anda, anda, corre, corre, corre e no final… volta pro mesmo lugar… 😀

Anúncios

6 Respostas para “† A fé e a razão humana †

  1. Comecei a ler os textos do seu blog e estou gostando muito. Se tiver interesse em textos bíblicos, cultura hebraica e não tiver preconceito, escute essa palestra (em duas partes) esclarecedora do Haroldo Dutra: http://www.youtube.com/watch?v=tsXVOT_ZAOg&feature=fvsr

  2. As pessoas já estão com seus pré-conceitos estabelecidos por conta do que a própria televisão mostra :
    1-Todo muçulmano é terrorista
    2-Todo padre é pedófilo
    3-Todo pastor é ladrão
    Infelizmente no nosso país algumas pessoas tem preguiça de pensar e só absorvem as informações sem nunca refletir ou procurar se informar mais a fundo, para tirar suas próprias conclusões…

  3. Óbvio, que tda regra tem sua exceção. Mas, ñ coloco minha mão no fogo por ninguém. Em algum momento há de virar churrasco. Ninguém é incorruptível!!
    No entanto, quando algum médico erra e mata alguém, já salvou 500 ou mais vidas. Infelizmente, o erro é q ecoará sempre. Em vida, somente as nossas imperfeições e falhas são vistas. Quer ser perfeito? Livrar-se da más-línguas do povo? Simples…morra. Só defunto vira gente bacana e boa.

    • Nadir Araújo

      Isso é verdade, as pessoas tendem a levar em consideração a sombra de um erro do que uma vida inteira de acertos…
      Eu também não coloco a minha mão no fogo por ninguem, as vezes até eu mesma me decepciono, e olhe que as vezes eu até acho que me conheço, mas no caso aqui do Pastor Silas Malafaia, independente do que as pessoas falem a respeito dele, eu decidi dar um voto de confiança, porque a gente vê o trabalho que ele desenvolve. Hoje mesmo ele falou no programa dele que estará indo aos EUA para assinar um contrato de um ano para transmitir os programas dublados a não sei quantos países, aí pensa só comigo quanto que não é o custo de tudo isso, se um programa aqui no Brasil é caro, imagina lá fora que é tudo em dolar… Os projetos das igrejas não são bancados pelo governo, então os lideres que tem grandes projetos tem que apelar mesmo pro povão, e o apelo tem que ser a nivel do projeto mesmo..

  4. Concordo contigo no que diz respeito que o que vale e a intencao de quem faz a doacao, Deus e quem sabe o que esta no coracao e no tamanho da fe de quem ajuda na divulgacao da Palavra de Deus, por outro lado ja tive pessimas experiencias com esse tipo de conduta de pastores que de certa forma induzem algumas pessoas a dar determinads quantias em dinheiro para a Igreja. Sem querer citar nomes de quais Igrejas, ja estive em duas delas que nao tive mais vontade de voltar por conta disso, pois grande parte do culto era conduzida de forma que parecia um leilao…alem do que acho que algumas pessoas sao altamente influenciaveis, e certos pastores fazem como uma lavagem cerebral nessas pessoas, ja passei por poucas e boas, num passado meio distante, com minha propria mae, quando esta comecou a frequentar certa Igreja e ficou meio obcecada com a ideia de injetar dinheiro para a Igreja, para Israel, etc e tal…claro que nao sao todas as Igrejas e pastores assim, eu mesma depois de passar por aquelas duas, acabei por encontrar e me fixar numa outra que era bem diferente o esquema, e nem por isso era menos prospera (talvez nao estivesse tao na midia, nao tivesse rede de tv, mas era uma denominacao bastante ativa ). Delicado esse assunto…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s