Um desabafo!

Posso externar minha indignação?! Então simbora…

Eu ainda estava em Jerusalem quando soube da triste noticia que as chuvas estavam castigando o Nordeste, minha cidade foi uma das atingidas pelas cheias. Minha casa fica na parte alta da cidade e graças a Deus que não tive com que me preocupar, pois sabia que quando voltasse encontraria tudo da mesma forma como havia deixado, mas por outro lado eu sabia que outras pessoas, que moravam na parte baixa da cidade ou em areas de risco, deveriam estar em desespero, perdendo muitos dos seus bens e vai lá saber, de repente até mesmo a vida. Quando voltei pra casa encontrei em varias ruas um cenario das consequencias que a cheia havia deixado: moveis velhos espalhados pelas calçadas, lamas por todo lado e as marcas nas paredes das casas indicando que a tragedia havia sido bem pior do que eu tinha imaginado. As águas haviam baixado mas agora havia um número incontável de pessoas que precisavam de ajuda…

Tudo bem que não da pra colocar toda a responsabilidade nos politicos, mas a gente bem sabe que eles tem BEM mais condições de ajudar do que pessoas comuns como eu, concordam? Então, estamos na época de festas juninas e imagina só, agora mesmo enquanto escrevo esse post, estou ouvindo o barulho de uma festança danada em comemoração ao São João, nada contra festa, só acho que esse não é o momento propicio pra comemorações, enquanto os politicos da cidade torram o dinheiro publico com bandas de forró, o povo está sem moradia, sem roupa, sem moveis, sem comida… Tem alguma coisa fora do lugar aí, não tem não? Não seria mais humano pegar esse recurso e ajudar as vitimas das enchentes? Vai ver que o número de eleitores interessados no forró é maior do que os eleitores vitimados das enchentes… Será?!

Anúncios

11 Respostas para “Um desabafo!

  1. Oi Nadir, pois é concordo com alguns pontos que as pessoas faalaram ai, como você sabe e me conhece, moramos na mesma cidade, e desde que me lembro vi a enchente de 2005, houve outra na decada de 70 e esta de 2010, que atingiu cidades de Alagoas e PE, na minha opinião essa foi pior que a de 2005, mas as pessoas estavam mais precavidas e solidárias, até onde me lembro as perdas foram das casas mais ribeirinhas e quem estava no centro conseguiu salvar a tempo, até onde eu investiguei.

    Quanto a questão do lixo jogado nos rios, não temos problemas com isso, somos uma cidade pequena (de aproximadamente 80000 habitantes contando com os distritos), a questão foi que choveu ininterruptamente por 4 dias (de domingo à sexta feira) onde na quinta as pessoas ja estavam saindo das casas, a questão é que a cidade se desenvolveu ao redor desse rio o que é comum nas sociedades, o rio tras prosperidade e desenvolvimento as cidades.
    Pr fim se você analisar Recife, foi construida ao nivel do mar sendo reconstruida varias vezes ate ser como é hoje.

    o que digo é que desde que nasci morei nesa “terrinha” e só presenciei duas enchentes até hoje, ou seja as coisas estão mudando e as alterações no planeta ja são perceptíveis em todo lugar e não adianta achar que não acontece com você poruqe acontece sim, alias, nos recuperamos bem rápido a cidade de palmares ta bem pior.

  2. Great post… yeah, it’s really bad to see it happening.. this is our dear prefect “working for the well of people”. Jandelson .. you sucks!

  3. Pão e circo para o povo…

  4. Dyrdhra Rodrigues

    Ah, mas em se tratando de driblar a opinião dos eleitores, nada como um showzinho de fórro, nem que seja na lama mesmo!! Depois de umas e outras o povo cai nela dançando e etc… e somente pára qdo a música(altamente educativa) acabar.
    Tática sempre infalível é a de desviar a atenção pública de determinados ‘problemas’, usando artifícios deste tipo e outros mais. Vide a Copa, oras! Alguém fala do desastre contínuo do Golfo do México?! Das desavenças sem fim de Israel e seus vizinhos?! Entããão…
    Pergunta se a população aceita trocar a festança por comida, agasalho, colchões, lálálá?? O prefeito é expulso. Na verdade, o ideal seria a festa mais todas as outras coisas. Mas, aí desaparece a ‘pontinha’ dos políticos e agregados.

  5. Oi, Nadir.
    Parabéns pela sua viagem e lamento muito pelo que está acontecendo em sua “terrinha” devido às consequências da chuva.

    As pessoas têm a mania de culpar a chuva, não é? Ela sempre existiu.

    Fiquei tão sensibilizada com as pessoas que perderam tudo que não dá nem vontade de torcer pelo Brasil na Copa do Mundo (torço por torcer).

    Um forte abraço e visite os meus dois outros blogues: http://www.concisoecoeso.blogspot.com e http://www.classicosnaoantigos.blogspot.com

  6. Choquei! Estão todas certas, post, comentários… é isso aí gente!

  7. Sabe Nadir, eu tenho uma opiniao que grande parte da responsabilidade e do povo sim.
    Pelo menos em SP e.
    As pessoas jogam lixo nas ruas, nao estao nem ai, tem lugar q vc ve moveis, pneus e tudo o mais jogado nas ruas, isso entope os boeiros e por ai vai
    A prefeitura limpa essas bocas de lobo e o povo jogando lixo.. entao eu vejo q a populacao tem boa parte da culpa sim.
    Em muitos locais, nas ruas, nao tem lixeira, e verdade, mas o povo poderia ser mais inteligente nao esperar tudo dos governos, faca a sua parte, pegue seu lixo e jogue na lixeira de casa, eu faco isso ate hj, mesmo aqui no Egito, meu marido tinha a mania de jogar lixo pela janela do carro, ate q um dia eu dei piti, mesmo sendo um misero papel de bala, imagina 10000000000000 de pessoas jogando miseros papeis de bala o estrago q nao faria???
    E triste mesmo, ver tanta destruicao e o povo comemorando…
    e o famoso PAO E CIRCO
    beijos

    ps. to adorando teu blog, alias eu acompanho sempre, mas quase nunca raramente comento rss

    • Concordo em parte, Taci… infelizmente sem investimento maciço em educação, as pessoas não conseguem compreender que jogar lixo no chão é errado… o problema de países do terceiro mundo como brasil e Egito, é que os governos são corruptos, torram dinheiro em coisas q não prestam e roubam, e sobra pouco para investimento social… as pessoas se acostumam com isso e passam a achar q como não tem direitos, não tem deveres também, e isso cria um ciclo maldito nestas sociedades, de comodismo e falta de esclarecimento sobre o que é cidadania e o que cada um pode fazer para melhorar o país.. e os governos se aproveitam da ignorância para estimular mais ainda a mediocridade, pois enquanto as pessoas não tem cérebro pra pensar, só sabem dançar e ver jogo de futebol, o governo pode continuar roubando… é triste, mas a realidade do terceiro mundo 😦

      • Nadir Araújo

        Oi Marina, que bom te ver aqui! 😉

        Então, o grande problema é esse: falta de educação e cidadania. Será que algum dia essa realidade muda?!

        • Dyrdhra Rodrigues

          Pardón…mas, eu não tenho esta esperança! O problema é milenar, já virou tatuagem neste andarzinho aqui.

    • Nadir Araújo

      Oi Taci! Que bom te ver por aqui!!! 😉

      Olha, eu concordo contigo sim, se as pessoas respeitassem mais a natureza, com certeza esses desastres naturais seriam em escala bem menor, mas é como Marina disse, “nós” não temos essa educação e pra te ser sincera, não sei se devo acreditar que um dia teremos… E além do povo não respeitar a natureza e fazer dela um depósito de lixo, ainda tem aquele outro fato de que as pessoas constroem suas casas em areas que não eram pra ser habitadas, aqui mesmo na minha cidade há bairros inteiros onde as casas estão as margens do rio, o quintal das casas é literalmente o rio, deveria haver alguma lei que proibisse as pessoas de fazer casas nessas areas, mas por outro lado, as pessoas não tem outra opção, e aí como que fica? Complicado né…

      Minha indignação ontem nem foi por conta da forma como o povo cuida da natureza, mas muito mais por ver que enquanto o povo esta se lascando com a enchente, o prefeito torra o dinheiro público em festa de são João, a falta de consciencia é generalizada, as proprias pessoas deveriam exigir que esse dinheiro fosse empregado na ajuda dos desabrigados, mas… quem se importa?!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s