Proibição do uso do véu islâmico entra em vigor na França

Tratar de assuntos religiosos é sempre uma tarefa muito delicada, e quando trata-se de usos e costumes então… Essa semana entrou em vigor a lei que proíbe o uso do véu islâmico na Franca, e é claro que as usuárias da vestimenta não estão nada felizes com a nova lei. Elas tem lá suas razões, afinal, pra elas o véu é importante e não há nada pior do que ser proibido de seguir uma ideia que para sí faz toda diferença, por outro lado, uma coisa é usar uma vestimenta em um país islâmico, onde a maioria entende e respeita a essência da questão, e outra coisa é usar essa mesma vestimenta em um país não islâmico, onde a essência é entendida e respeitada por uma minoria, e pior, alguns podem até usar a falta de identidade que a vestimenta proporciona, para fins nada agradáveis.

Como saber se a pessoa embaixo do véu é uma mulher que o usa em obediência aos preceitos de sua fé ou se é alguém mal intencionado pronto para fazer o mal ao próximo?

Eis a questão!

Anúncios

8 Respostas para “Proibição do uso do véu islâmico entra em vigor na França

  1. Mas sabe que hoje estou na Arabia saudita, mas antes morava no Egito e ja vi de tudo por la, mulheres se vestindo igual a brasileiras e ate pior, rsr mas eu que sou brasileira acostumada com essas coisas visuais me assustei, imagina uma mulher que nunca saiu do pais e ve algo assim. Mas nao vi ninguem olhando torto nao, so os homens que nao paravam de olhar, ate eu tinha que disfarcar , porque chamava muito atencao. Mas olha cada pessoa pensa diferente,se voce passou por preconceitos , acredito que ate no Brasil voce tenha passado por isso, infelismente isso existe em todos os lugares.

  2. Julianna Louise

    Eu acho q mesmo em países islamicos deve rolar essa coisa de usar a burca ou o niqab para fins “nada islamicos”, se é q vc me entende, hehehe …
    Aliás, eu acho q em um país onde vc tem a sua liberdade restrita e não pode fazer nada livremente, o uso do niqab é uma solu§ão perfeita para se “esconder” da sociedade.
    Em um país livre como a Fran§a, eu acho q seria bem mais fácil se a mulher tivesse vontade de por exemplo trair o marido, a melhor solu§ão seria sair de cara limpa mesmo, chamaria menos a aten§ão.
    Sei lá, eu sou contra proibi§ões, sejam elas quais forem. Não concordo também com certos países islamicos onde os visitantes são obrigados a se cobrir. Acho que o mundo deveria ser livre e acho também q quando países q DIZEM defender a liberdade come§am a proibir coisas, é complicado. Pelo menos os países islamicos não ficam se orgulhando e enchendo a boca pra falar q são livres.
    Enfim, quando leio noicias assim, fico pensando em que mundo meus filhos irão viver ???
    Por ser mu§ulmana tenho muito medo do futuro, como meus filhos serão tratados e SE poderão ter uma vida normal.
    Eu imagino, as vezes, um guerra mundial contra os mu§ulmanos, campos de concentra§ão e eu, meus filhos e meu marido vivendo dias terríveis 😦 .
    Parece muita paranóia minha mas as vezes acho q não está muito longe de acontecer isso não, infelizmente 😦 .
    Quem me conhece sabe o quanto eu tento mostrar q o Islam não é o q pensam, eu tento meu melhor para mudar o pensamento das pessoas em rela§ão a religião mas muitas vezes eu não consigo e pra piorar ainda me ofendem ou se afastam de mim, não me dão nem uma chance 😦 .
    Enquanto eu tento fazer a minha pqna parte, a mídia bombardeia as pessoas com péssimas informa§ões e eu me sinto impotente.
    Antes eu tentava várias vezes, hoje eu deixo pra lá pq dar murro em ponta de faca quem sai machucada na história sempre sou EU.
    Infelizmente, com o passar dos anos, comecei a pensar se vale mesmo a pena tentar fazer as pessoas entenderem o q elas não querem entender. O ruim de tudo isso é q estou me sentindo na obriga§ão de escolher “um lado” da moeda e esquecer do outro. Ou seja, não ficar mais tentando explicar nada e nem ser boazinha e realmente assumir aquela postura que EU ODEIO, mu§ulmano = AMIGO, não mu§ulmano = INIMIGO.
    Nadir, me desculpa pelo desabafo em um post seu. Sei que vc não é contra o Islam e exatamente por existirem pessoas como vc q eu ainda me animo em tentar explicar q o Islam não é um bicho de 7 cabe§as e mu§ulmanos não comem criancinhas com batatas.
    Me desculpe novamente pelo desabafo.
    Bjos milllllllllllllll

  3. Olha quando alguem que fazer o mal, nao precisa esconder o rosto, ela pode ate usar uma meia ou uma mascara, acho que usar o niqab nao ofende ninguem., e caso uma mulher usando niqab entrar em qualquer estabelecimento ela pode levantar o niqab e mostrar o rosto, nos paises muculmanos quando voce entra no aeroporto por exemplo voce precisa mostrar o rosto para confirmar a foto. Nao vejo problemas nenhum em usar, nao me ofende ,nao me agride, o que mais poderia me agridir e se vejo mulheres andando na rua semi nuas , rebolando para la e ca, mas cada um e cada um.. acho isso feio, mas respeito. O problema na franca e o preconceito mesmo contra o Islam, e essa historia de ter que se adpta ao pais onde vivo para mim nao e valido, desde que nao me prejudique nao e porque la usam biquini que as que nao gostam tem que usar, imagina as freiras usando biquinis rsrs. Cada pais tem suas regras sim, alguns paises sao tolerantes, outros nao.

    • Certo, mas vamos combinar que usar algo que é comum a certo grupo é bem mais fácil do que usar algum outro disfarce que deixe algum indício no ar…

      Se a intenção do niqab é esconder o rosto, tu achas que as mulheres aceitariam de bom grador mostrá-lo em público? É bom complicado né.

      O uso do niqab também não me ofende, sou daquelas que acho que todo mundo tem o direito de andar da forma que melhor lhe parecer, dentro de um padrão de ordem e decencia e desde que ninguem me obrigue a fazer nada que eu não queira, está tudo bem.

      Só que tem uma coisa bem delicada no meio disso tudo, eu defendo a ideia de que nós devemos nos adaptar e respeitar a cultura local, não é questão de imposição, mas respeito ao modo de vida de um determinado grupo. Um exemplo bem simples, eu sou evangélica da Assembleia de Deus, mas não sigo as regras de usos e costumes da minha igreja, ou seja, eu uso calça comprida, eu uso maquiagem e tals, mas mesmo assim quando eu vou a igreja eu procuro me vestir conforme o grupo, eu conheço as regras, então não seria uma falta de respeito se me comportasse contraria a elas estando nos cultos?

      Aqui no Brasil eu posso usar um xorte acima do joelho sem problema algum, ninguem vai ver nada de anormal, mas quando eu estava no Egito fui usar uma saia uns dois dedos acima do joelho e fui repreendida por isso, eu poderia insistir e usar a saia, afinal, pra mim aquilo não era problema nenhum e nem eu iria presa por isso, mas pra a sociedade local eu estaria fora dos padrões e não seria muito bem vista por isso, então… se eu estava no Egito, teria que tentar me comportar como um deles pra uma convivencia mais harmoniosa.

      Sei que é uma situação muito complicada que envolve uma infinidade de opiniões, mas eu ainda defendo a ideia de que o respeito pela cultura local tem que ser levado em consideração. A França não é um país islâmico, então não adianta querer impor a cultura islâmica, da mesma forma que não faria sentido se um ocidental fosse pra um país islâmico, usasse um biquini e tentasse fazer com que isso fosse visto de forma normal. Cada macaco no seu galho pra uma convivencia harmônica entre as espécies…

      • Julianna Louise

        Eu já defendo a liberdade em qualquer lugar do mundo, INCLUSIVE nos países islamicos.
        Acho sim q todo mundo poderia usar o q tivesse vontade sem ninguém ficar olhando torto ou criticando.
        No caso da igreja q vc citou, é diferente, assim como dentro da mesquita ou em uma sinagoga, pq são lugares específicos para culto e pra ser bem sincera me incomoda muito certas igrejas onde as mulheres vão praticamente NUAS.
        Acho também que bom senso é muito bom, roupa de praia na praia, roupa de trabalho no trabalho e roupa de passeio pro passeio. Agora, não ter direito de usar o niqab NA RUA, pra mim é falta de liberdade SIM, assim como alguém não mu§ulmano TER q se cobrir NA RUA em um país islamico.
        RUA é RUA e deve ser livre pra ir e vir como bem entender …

  4. Da mesma forma que em alguns paises islamicos as nao muçulmanas tem q usar veu… Como diz o ditado: “Em Roma, como os romanos.”

  5. Bom, até hoje não li nas notícias, nem vi nos videos q a midia mostra, homem bomba vestindo burka ou niqab… Pelo contrário, sempre usavam roupas “normais”.
    Como sabemos, a França antes já proibiu usar símbolos religiosos nos colégios públicos, na tentativa das meninas e moças deixarem de usar o hijab, pra não queimar o filme, depois acabou proibindo também os crucifixos.
    Talvez a medida vise “proteger” ou se antecipar a um fato, mas acho q bem no fundo, a questão é puramente de preconceito mesmo, e os demais países aproveitam a onda pra se justificar.
    😉

    • Mas quando falo no uso do niqab para fins que fogem a essência do mesmo não é em relação a atentados terroristas não, poderia ser até para atos “simples” como encobrir uma traição, por exemplo, não tem como saber a identidade de quem está por baixo de um niqab…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s