O tradutor que não entendia o idioma que dizia traduzir…

E lá estava eu e outros quatro candidatos em uma seleção para vaga de emprego. Todos professores de inglês. O clima era de tensão típica da avaliação e a incerteza quanto a admissão. Tudo estava sob controle, até que um dos candidatos comentou que era tradutor da embaixada americana, o que ajudou muito a aumentar o nível de stress. Todos éramos professores de inglês, mas ele, além de professor, era tradutor, e ainda mais da embaixada americana, o que me levava a crer que o inglês dele era “O” inglês, consequentemente ele tinha um diferencial, que pelo menos eu não tinha.

O examinador começou a falar certos detalhes pertinentes a vaga, quando de repente ele deixou o português de lado e continuou as explicações em inglês. Sem problema nenhum, dava pra entender perfeitamente o que ele falava… O problema começou quando ele direcionou uma pergunta ao tal tradutor da embaixada americana. Eu não lembro a pergunta, mas recordo muito bem que não entendi uma vírgula da resposta…

Comecei a ficar preocupada, fiz um esforço sobrenatural pra entender o que ele falava, mas quanto mais esforço eu fazia, menos aquelas palavras pareciam ter algum sentido lógico pro meu cérebro. O sotaque era americano sim, mas que raio de palavras eram aquelas que ele falava?! Olhei pras outras três candidatas que bem sérias olhavam pro cara, o que me deixou mais preocupada ainda, porque elas pareciam entender…

No momento seguinte o examinador nos deu um envelope com um determinado assunto que teria que ser exposto em forma de aula e tudo em inglês. Obviamente que por mais que a gente saiba, mas não é nada confortável saber que estamos sendo avaliados, mas tudo bem, força na peruca e simbora! 

A primeira candidata deu a sua aula, todos entenderam e interagiram com ela, inclusive eu, o que me fez sentir mais confortável. Em seguida foi a vez do tradutor da embaixada americana e aí o desespero tomou conta do meu ser porque novamente eu não entendia nada do que ele falava e pra completar, ele se direcionou a mim e fez uma pergunta que eu só entendí ser uma pergunta por causa da intonação, mas fora isso eu não fazia a minha ideia do que ele queria saber e a minha resposta foi exatamente essa: “Desculpa, mas não estou entendendo nada do que você fala”. Respondi em inglês. Ele simplesmente se direcionou a candidata do lado que respondeu a mesma coisa, na sequencia ele “perguntou” as outras duas candidatas que de igual modo falaram que não compreendiam nada do que ele dizia… Ufa! O problema não era comigo…

Quando todos fizeram suas apresentações, o examinador se direcionou ao tal tradutor e disse que tinha uma pergunta especifica a ele: “If you can understand me, please stand up” (Se você me entende, por favor levante-se), e o tal tradutor passou uns 30 segundos “falando inglês”, ao que o examinador respondeu: “I’ll repeat one more time, if you can understand what I speak, please stand up” (Vou repetir mais uma vez, se você entende o que eu falo, por favor, levante-se) e novamente ele começou a falar, falar, falar…

Percebendo que havia alguma coisa errada, cutuquei a candidata que estava ao meu lado e disse: “Oh Fulana, ele não tá dizendo pro cara ficar de pé se ele estiver entendendo o que ele tá falando né?”, e ela respondeu: “È… foi isso que eu entendí”. O problema era, porque cargas d’água ao invés de ele simplesmente ficar em pé, ele ficava falando, falando e falando, e pior, sons que não faziam o mínimo sentido…

Depois de falar por mais 30 segundos, o examinador deu a avaliação por terminada e saiu da sala, nos deixando a sós. O tradutor, agora falando português, disse que tinha facilidade em traduzir, mas pra falar ele não tinha a mesma facilidade. Disse ainda que pra ele era mais fácil falar o inglês instrumental do que o inglês do dia a dia… What?! Até onde eu saiba, tradutores, ainda mais de embaixadas, são aptos a traduzir em qualquer direção, não faz sentido ele dizer que entende uma pessoa falando inglês, mas ele mesmo não sabe falar inglês, concordam? E o problema dele era um pouquinho mais grave já que além de falar um inglês que só ele entendia, ele não conseguia entender nem um simples pedido pra ficar em pé…

Resultado final?! Além de desclassificado ele foi também desmascarado né, o cara não era tradutor de embaixada americana nenhuma, e eu tô até hoje bestificada com a capacidade que ele teve de enviar um currículo falso e ainda ter a coragem de comparecer a entrevista e fazer de conta que a mentira colocada no currículo era verdade…

4 Respostas para “O tradutor que não entendia o idioma que dizia traduzir…

  1. Nadir,
    Parece estória da carochinha, mas vindo de você eu acredito sim !!!
    Já tive uma colega de trabalho que era professora de inglês mas não sabia mais que o verbo TO BE, kkk detalhe, ela era formada em letras e lecionava na aula na rede pública de ensino.

    • Eu só acreditei porque ví com esses olhinhos aqui, se alguém tivesse me contado juro que não acreditaria…

      Também conheço várias “professoras de inglês” que de inglês não sabem nada, por isso que os alunos tem essa deficiência tão grande na língua inglesa… Agora me diga, se o camarada sabe que não dá conta do recado, porque raios vai inventar de ensinar?! Prejudica o aprendizado dos alunos e suja o próprio nome né…

  2. Aff que idiota!!!! Que papelão! Tô com vergonha!!! hehehehhe

    • Te juro Julia, eu fiquei foi com medo do cara… Já pensou se ele tira uma arma de dentro da bolsa e mata todo mundo que tava lá na sala?! Sei lá né, fui pros extremos, mas o cara que tem coragem de ir pra uma entrevista de emprego e se passar por alguém que ele não é, tem coragem pra qualquer coisa…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s