Arquivo da categoria: Piadas Evangélicas

Os crentes apresentam: Programa Berra que eu te ouvo


(Áudio no final do texto)

A partir de agora entra no ar, programa “Berra que eu te ouvo”, um programa oferecido pela Igreja Pimenta do Reino Universal. Apresentação Bispo Vou Dormir Silva.

Bispo entrevistando ouvinte…

Bispo: Alô

Ouvindo: Paaaaaaaara, oh menino saaaaaaaai

Bispo: Misericórdia que barulho é esse? Alô!

Ouvinte: Alô

Bispo: Com quem eu estou falando?

Ouvinte: Crosmilda

Bispo: Alô dona Crosmilda que barulho é esse?

Ouvinte: É um demoinzinho que eu tenho aqui em casa

Bispo: Dona Crosmilda não chama teus filhos de demônio

Ouvinte: Mas é porque tu não vive com ele

Bispo: Mas isso pode mudar Crosmilda, você fala de onde?

Ouvinte: Da boca do lixo

Bispo: Que é isso Crosmilda!

Ouvinte: É o bairro que a gente mora

Bispo: Ah o nome do bairro é boca do lixo?

Ouvinte: É porque é só lixo que tem aqui

Bispo: Crosmilda, primeiro Deus te abençoe

Ouvinte: Amem…

Bispo: Qual teu problema Crosmilda, conta pra a gente

Ouvinte: Meu problema é fome pastor

Bispo: Você vive numa vida de miséria, é isso? Tá amarrado! Isso vai ter que sair da tua vida.

Ouvinte: Mas o senhor quer que amarre ou sair?

Bispo: Não, eu quero que saia dona Crosmilda

Ouvinte: Ahhhhh

Bispo: Crosmilda, quantos filhos a senhora tem em casa?

Ouvinte: Meu, meu, meu mesmo assim que é meu mermo que é meu, tem cinco. É cinco fio meu e mais cinco da minha filha que a bicha parece um coelho pastor.

Bispo: Ah então você tem cinco netos também em casa

Ouvinte: Tem eu, é… são doze, que tem um encosto aqui em casa também

Bispo: Encosto, mas encosto é demônio, que é isso…?!

Ouvinte: Não, o encosto é meu marido…

Bispo: Ah o encosto que a senhora chama é seu marido?

Ouvinte: É….

Bispo: E que seu marido faz?

Ouvinte: Nada… é encosto, num falei pro senhor

Bispo: Dona Crosmilda, isso vai mudar na sua vida. O que você faz pra matar a fome desse povo dona Crosmilda?

Ouvinte: Olha pastor, eu vou falar uma coisa aqui pro senhor, a fome é tanta, mas tanta mesmo, sabe o IBGE? Vieram aquela ruma inteira de IBGE na minha casa fazer as pergunta, e pra saber o que eu tinha e o que eu não tinha né? Aí a folha foi vazia pra mão dele de novo.

Bispo: Porque?

Ouvinte: é porque eu não tinha nada… Aí um dia eles estavam aqui e meu marido estava chegando da rua, meu marido tinha um shortinho veio rasgado lá embaixo, pode falar o nome, não né?

Bispo: Não, não pelo amor de Deus, não faça isso… Tava aparecendo as partes intimas do teu marido, pelo rasgado do shorte.

Ouvinte: É mas não tá mais intima  não, todo mundo via…

Bispo: E o que você faz então pra alimentar essa criançada toda?

Ouvinte: Todo dia nóis faz um sorteio. O sorteio do ovo. Eu tenho uma vizinha aqui que tem uma galinha, aí todo dia a bichinha põe um ovo, é uma benção. Aí quem é sorteado come arroz com ovo, o resto come puro, só babando…

Bispo: Meu Deus do céu… Crosmilda?

Ouvinte: OOOOII

Bispo: Fica fora do ar, que a produção vai te ajudar. Deus te abençoe viu

Ouvinte: OBRIGAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAADA

Como Jonas foi parar em Nínive


Vocês conhecem a história bíblica de Jonas, não conhecem?! Aquele camarada que foi engolido por uma baleia… Então, mas vocês sabem como é que ele foi parar na barriga da baleia? Até Leonardo Di Caprio estava no mesmo navio que Jonas estava… Dá só uma escutada no audio abaixo…

Tô rindo até agora!  😀

☺ Um curso teológico bem diferente [Piada Evangélica] ☺


 

Um evangelista nordestino contou que um amigo seu, adventista, pessoa simples, lhe comunicara, todo entusiasmado:

– Sabe, irmão, meu fio stá em Sum Paulo istudando Pastologia

 

☺[Piada Evangélica] Transparência perigosa ☺


Um piedoso conferencista passou por uma igreja. Durante uma semana ele doutrinou sobre transparência que deve existir na vida dos verdadeiros cristãos. Ensinou que era necessário revelar as mutuas fraquezas para que houvesse ajuda por meio de aconselhamento e intercessão.

Quando o pregador viajou, os três diáconos daquela comunidade reuniram-se para colocar em pratica o ensinamento. O primeiro revelou suas tentações e, dirigindo-se aos outros dois, e compungido e choroso, comunicou:

Meu problema é mulher. Quando não era crente, vivia farreando e traia sempre minha esposa. Esse problema, infelizmente, ainda me acompanha. Quando eu vejo uma irmã bonita, só Deus me impede de tentar estabelecer um clima…

O segundo, mais compenetrado ainda começou a falar:

– Já comigo, Satanás tenta através da ganância, da ambição, da vontade de sempre ter mais dinheiro pra gastar. Quando eu recolho as ofertas, tenho que me segurar pra não por a mão no que não é meu…

O terceiro, impaciente, fazendo menção de que ia levantar e sair, falou com a cara mais seria do mundo:

– Meus irmãos, vocês precisam orar por mim. Mas orem muito mesmo. Façam jejum. Tenho um defeito bem grave. Vocês estão falando aí e eu estou aqui, louco que a porta se abra e a gente saia dessa sala para eu contar a todos os irmãos da igreja essas fraquezas de vocês. Meu problema é maledicência. Orem muito, mas muito mesmo!

Os outros dois, pálidos e trêmulos, mal articulando as palavras, pediam “pelo amor de Deus” que o maledicente tivesse misericórdia deles…

 

Fonte: Tempo de Rir – Josué Sylvestre

 

☺ Crock! [Piada Evangélica] ☺


Igreja Congregacional de Catolé do Rocha (PB). Década de 60. O reverendo Raul de Sousa Costa havia regressado do Rio de Janeiro para dirigir a igreja de Campo Grande.

Chegando a Catolé do Rocha, alto sertão, não conhecia nenhum membro da igreja. Ministrando o culto, mandou um voluntario orar. Imediatamente tomou a palavra um velho membro da igreja, conhecido por suas quilométricas orações:

– Senhor Deus, estamos na tua santa presença, agradecidos pelo sol, pela lua, pelas estrelas, por esse ar que respiramos, pelas telhas que cobrem esse templo, pelo chão onde pisamos, pelas arvores que nos dão alimentos, pela água que bebemos. Senhor, somos agradecidos pelo teu servo, o reverendo Raul de Sousa Costa, filho do teu filho, o grande evangelista Sinfronio Costa, que tu já levastes, mas que foi um obreiro consagrado na divulgação do teu evangelho. Louvado o teu nome porque o reverendo Raul voltou do Rio de Janeiro, onde fez um brilhante ministério e agora está conosco aqui na Paraíba…

Já passava de dez minutos de oração e o irmão resolveu “apresentar” a inflação a Deus:

– Senhor, tem misericórdia de nós. Tu sabes que o feijão está por “x” cruzeiros, a farinha por “x”, o arroz por “x”, o sabão por “x” e a energia elétrica não para de subir. E os transportes, Senhor?! O pior é a falta de honestidade. Aquele pano que comprei pra Maria fazer um vestido custou “x” cruzeiros e quando ela colocou o pano na máquina, ele fez crock…

Nesse instante do crock, o reverendo Raul perdeu a paciência tocou a campainha e interrompeu a oração do irmão porque a maioria das pessoas já estava sentada, de tão cansada com a ladainha do homem.

 

Fonte: Tempo de Rir – Josué Sylvestre

☺ Pedro, tu me amas? [Piada Evangélica] ☺


Igreja Batista da Capunga, Recife, década de 40. Semanalmente havia um culto noturno envolvendo os seminaristas masculinos, as seminaristas da antiga Escola de Treinamento Cristão e os internos do Colégio Americano Batista.

Certa noite, com a ausência do pastor titular da igreja, Munguba Sobrinho, a meditação esteve a cargo de uma missionária americana, moça muito bonita, professora do Seminário de Educadores Cristãos.

Havia na igreja um jovem com problemas mentais que era “noivo” da missionária, sem ela saber. Porem a rapaziada toda sabia.

O “noivo” chamava-se Pedro e estava sentado nos últimos bancos. Quando viu que a “noiva” ia falar, saiu imediatamente de onde estava e foi sentar-se no primeiro banco. A turma que sabia do “noivado” começou a cochichar, apontar e rir.

A professora, em sua ingenuidade, inadvertidamente abre a Bíblia no dialogo de Jesus com Pedro, narrado em João 21:15-17. Quando ela disse, repetindo o que Jesus falara: “Pedro, tu me amas?”, seu “noivo” levantou-se, abriu os braços e, olhando embevecido para ela, fez em alto e bom som a mais inusitada declaração de amor:

– A senhora sabe que eu lhe adoro!

 

Fonte: Tempo de Rir – Josué Sylvestre

☺ O aluno incrédulo [Piada Evangélica] ☺


Um adolescente era sempre mandado para a Escola Bíblica Dominical por sua mãe, que não podia ir a igreja aos domingos pela manhã. Como o filho era irrequieto, cheio de enroladas, inclusive na escola, a mãe o mandava para o templo, mas não acreditava muito que ele fosse.

Quando ele voltava da igreja, ela perguntava como havia sido o culto e o garoto dava algumas informações que não a satisfazia muito, mas ela deixava passar.

Num domingo ela resolveu investigar a fundo se o filho estivera realmente na classe da EBD:

– Meu filho, como foi a lição da Escola hoje? Foi boa? Me conte o que a professora ensinou.

– Ah mãe, foi muito bonita. Gostei demais. A professora falou sobre a passagem do mar Vermelho. O povo de Israel saiu do Egito e o exercito de Faraó saiu atrás, perseguindo. Quando chegou à beira do mar vermelho, Moises chamou a engenharia do exercito de Israel, mandou construir uma ponte e o povo passou. Foi uma benção mãe. Mas aí o Faraó mandou que os seus soldados também passassem pela ponte. Moises então, mais do que depressa, mandou dinamitar a ponte e morrei tudo quanto foi soldado e cavalo. Todos os carros do Egito foram destruídos. Ficou tudo dentro do mar. Foi aquele prejuízo…

E a mãe, espantada, olhos arregalados:

– Meu filho, como é o nome da sua professora? Ainda é a irmã Luzia?

– É mãe.

– Ela contou essa historia pra vocês?

– Não mãe. Ela contou de outro jeito, mas se eu fosse dizer a senhora o que ela falou, a senhora não ia acreditar que eu estava na classe…

O “moleque” não possuía nem uma pitada de fé…

 

Fonte: Tempo de Rir – Josué Sylvestre

☺ Não está, mas pode botar… ☺


Um novo convertido assiste à sua primeira Escola Bíblica Dominical, já como matriculado, numa igreja presbiteriana no interior e Minas Gerais.

Por hábito, cada aluno daquela pequena escola, quando chamado pelo nome, respondia com um versículo. O secretario vai fazendo a chamada:

– Fulano!

– “Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”.

– Beltrano!

– Ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, quem não crer será condenado.

– Sicrano! (o novo convertido)

– O pote tanto vai na bica que um dia ele fica.

Risos na congregação e a reação do secretario:

– Mas irmão, isto não está na Bíblia!

E o novo c0nvertido com toda convicção:

– Se não está, pode botar porque é uma verdade verdadeira…

 

Fonte: Tempo de Rir (Josué Sylvestre)

:: Maravilhas trocadas ::


Em uma de suas primeiras pregações, um evangelista hoje conhecido em todo o país vaticinou:

— Hoje Jesus vai fazer maravilhas em nosso meio. Prepare-se para ver a glória de Deus invadir este templo. Hoje o Senhor vai curar os demônios e expulsar os enfermos!

:: Engano ::


Um conhecido evangelista chegou atrasado ao palanque de uma campanha evangelística no centro de Curitiba, Paraná. O dirigente do culto designou-o para orar, tão logo ele subiu à plataforma. Nervoso com o atraso, ele atacou:

— Poderano e saboroso Deus…

Naturalmente ele queria dizer: poderoso e soberano Deus