Arquivo da tag: medo

Cobra no WC


2

Intervalo da aula, deu aquela vontade básica de ir ao WC. No corredor que dá acesso ao mesmo, dou de cara com uma cobra, que já me saúda levantando a cabeça e botando um palmo de língua pra fora. Me abraço a parede, na tentativa de me afastar do ser rastejante, quando sem perceber piso no rabo de outra (Oh my God!) que tenta se enroscar no meu pé…

Dei um chute no ar e nem me dei o trabalho de ver onde a segunda cobra foi parar, meus olhos estavam na primeira que tava mais parecendo uma naja tentando se colocar de pé. Com o coração batendo no fio de cabelo mais longo, saí a passos largos procurando um cabra macho pra matar as peçonhentas.

– Moço, tem duas cobras alí, o senhor poderia matar?

Ele me olha meio incrédulo… Até eu não estava reconhecendo minha reação tão calma depois de ter sido abraçada por uma cobra!

Voltei com ele pra me certificar que a consumação do ato mortífero seria mesmo feita, a essas alturas eu já nem estava com vontade de ir ao WC e perdi totalmente quando um outro homem bem simpático me sai com essa:

– Ahh essas são pequenas, semana passada a gente tirou de dentro da piscina uma cobra de um metro e setenta centímetros!…

Jesus Cristo! Nunca mais eu invento de ir àquele banheiro, juro!

Ϟ Relâmpagos, trovões e eu Ϟ


Pode me chamar de medrosa ou de qualquer outro adjetivo do gênero, que eu assino embaixo em fonte Arial Black, tamanho 100, na cor verde limão, rosa choque ou neon do mais forte que tiver, mas eu M-O-R-R-O de medo de trovão e relâmpago. Lá estava eu no aconchego da minha cama, quando de repente… BUMMMMMM! Levei um susto tão grande que fiquei lá dura na cama sem coragem nem pra pensar em abrir o olho, daqui a pouco, meu quarto que estava escurinho da Silva, fica claro como o meio dia e outra vez BUMMMMMM! Isso sem contar a chuva que parecia anunciar um dilúvio. Pensei em correr pro quarto da minha mãe, mas ela mesma me fez desistir da ideia. Porque? Imagina que ela mesma saiu pela casa que só um fantasma me procurando. Nem dava pra saber quem estava com mais medo, e ela ainda me sai com esse comentario: “Mas isso é coisa que Deus faça!?”. E eu de cá: “Mas isso é coisa que a senhora diga?!”. Ainda era 02:30AM e pelo jeito a chuva e cia não dariam trégua nem tão cedo. Só não fiquei mais apavorada com tanto relâmpago porque aqui do lado tem as instalações de uma torre de companhia telefônica, com para raios pra tudo quanto que é lado, pelo menos de uma descarga elétrica eu não morreria, assim sobrava mais espaço pra tentar domar meu medo quase indomável. Lá pras 04:00AM a chuva e os trovões resolveram dar um descanso, e os relâmpagos já eram mais tímidos. Agora são 05:18AM, nada de chuva, relâmpagos ou trovões, mas o céu está cinza escuro e o meu medo está um breu só… 😯

E pra minha “alegria”, confere só na imagem abaixo a previsão pro dia de hoje: